domingo, 5 de março de 2017

Tumor de Testículo

Pior notícia da minha vida, depois de 5 meses me recuperando do AVC, agora é meu marido. A gente estava muito feliz, por que o médico DR. Leonardo Neurologista havia me liberado dos remédios, que por sinal era muito caro, agora meu marido que recebe uma noticia ruim, esta com câncer de testículo.

Deus do céu quando vou poder respirar aliviada? Cada hora uma bomba. Não a coração que aguenta. To destruída. Acabada por dentro... Tenho que ser forte, mas quem consegue depois de passar 8 dia na UTI, sabendo que você poderia ficar com sequelas, rezando para que tudo não passasse de um susto.

 Você nunca imagina que será com você. E quando menos espera vem de uma paulada só. Não sei o que fazer. Não sei o que falar. Só sei chorar pelos cantos e pedir fervorosamente pra que tudo acabe bem.

Suplico meu Deus... Tirá essa coisa ruim, de nossa vida. Era para estarmos comemorando cada mês com muitas alegrias. Agora só tristeza. Espero que seja última coisa ruim que nos acontece, sou forte, mas nem tanto assim.

Nas últimas semanas ficamos na correria atrás de fazer exames para a cirurgia e também cotando clinica de fertilização, onde o Du, meu marido vai ter que congelar o sêmen, por indicação médica, pois de acordo com o médico nunca se sabe o que pode vir acontecer na sala de cirurgia, então por precaução fizemos o congelamento, caro heim! Fazer o quê? Nosso sonho é ter filhos, não podemos pensar em dinheiro nessas horas e sim, fazer o que podemos para tudo isso terminar e bem.

O médico marcou para o dia 24 de fevereiro as 07:30hs da manhã. Não vemos a hora de esse dia chegar, pois as dores começaram a surgir e não é uma simples dor, pelo local deve doer muito.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Natal 2016


 Como de costume sempre passamos o Natal em família e este ano não foi diferente e sim com gostinho de vitória. Por que vitória?
Porque como disse no blog anterior eu e o Vô estávamos na UTI em Agosto, como também minha prima Viviane e por estas e outras coisas conseguimos sair dessa sem sequelas, todos estão bem, tirando o Vô que por ter 91 anos completos em Dezembro, esta com demência e por isso, volta para o hospital de vez em quando com quadro de inflamação. Mas nada disso impediu de podermos comemorar o Natal em família.
Como meus pais este ano decidiram passar o Natal na praia, em Ubatumirim, que fica para frente de Ubatuba, eu resolvi passar na minha sogra junto do Vô Sr. Gonçalves.
Decidimos que faríamos amigo secreto para que não gastássemos muito com presentes, pois todos estão, sem dindim, assim seria divertido e ninguém ficaria sem presente.
Fizemos uma reunião uns dias antes, para resolvermos como seria nossa ceia, cada um tragaria um prato doce e salgado, para não faltar nada e também não sobrar muito, pois no dia seguinte íamos viajar para o Rio de Janeiro passar a virada do ano lá. Minha irmã ficou com a gente e meu irmão também viajou com uma namoradinha para fortaleza.
Chegou dia 24, tudo pronto e organizado.
Antes da ceia revelamos o amigo secreto, foi muito divertido. Quem começou a brincadeira foi minha sogra. Ela tirou minha cunhada Larissa que ganhou um livro, a Larissa tirou a Paty que ganhou uma blusa, a Paty tirou o Vô que ganho duas bermudas de moletom, o Vô tirou meu Marido (Du) que ganhou duas camisas regatas para malhar e meias, o Du tirou o tio Jr que ganhou uma cerveja importada com copo, o Jr tirou a Iris que ganhou pulseiras e uma blusa, a Iris tirou meu sogro Carlos que ganhou uma bermuda e ele me tirou, me deu um secador de cabelo e eu tirei minha sogra que ganho um livro e chocolates importados.
No dia seguinte fomos almoçar lá de novo, pois mesmo a gente programando, sobrou comida, e nossa viagem, estava prevista para o dia 26 as 7:45hrs da noite, fomos de ônibus e voltaríamos de avião.







Resumo dos acontecimentos de 2016

O ano 2016 foi de muitas decepções, sustos e medo, ou seja, decepcionei com minha decoradora, que falou muito e fez pouco, me deixando triste por não ter as flores que escolhi para a igreja, me deixou muito nervosa, a ponto de discussão com meu futuro marido, por causa disso me frustrei um pouco, como muitos disseram, que nem tudo sai mil maravilhas e que sempre algo pode dar errado, bom, no meu caso, foi somente às flores, por que do resto saiu como planejei.

O susto foi por que o Vô do meu Marido deu entrada no hospital com um coagulo na cabeça, por causa de um tombo no quintal; ele caiu e bateu a cabeça num vaso; acabou sendo internado na UTI, tiveram que fazer uma cirurgia as pressas, para a retirada desse coagulo e para quem tem 90 anos, nos deixou atenciosos, com o coração na mão, mas no fim, tudo deu certo.

Medo foi por que eu tive um AVC, depois de 5 meses de casada, fiquei 8 dias na UTI, uma das coisas que me deixa até hoje apreensiva, pois tenho uma propensão a ter outras, espero por Deus que não ocorra mais, estou me cuidado bastante para que isso não aconteça.

Depois de tudo isso, a única coisa boa que me deixa feliz foi meu casamento e o nascimento da filha de uma amiga, do restou, posso apagar da minha memória, não quero me lembrar das coisas ruins que aconteceram e muito menos lembrar que tive AVC, só quero deixar na minha caixa de lembranças a imagem do meu marido nervoso no Altar, rsss...tadinho,  do sim e da festa que foi um sonho.

Pode ser que para muitas pessoas o ano de 2016 foi bom, mas para mim não, tinha planos, planos de engravidar, de ter minha casa nova, de poder desfrutar de uma viagem para fora do país, mas não aconteceu, acho que não devo mais planejar e sim viver.


Vou fazer isso... Viver...deixar os planos acontecer de surpresa, quem sabe assim as coisas andam para melhor...

terça-feira, 11 de outubro de 2016

ACV

No dia 19 de Agosto passei o dia todo tranquila, não havia muito o que fazer, já tinha feito faxina. O Eduardo veio jantar em casa, depois do trabalho.
Fomos na faculdade para que pudesse resolver sua grade, pois passará o mês pulando de sala em sala, porque não sabia muito, qual seria o semestre que ficaria. Depois de lá fomos para academia.
Como sempre era dia de perna, o exercício que mais gosto de fazer, pois nós mulheres temos que estar com o bumbum impecável. kkkk
Estava já na terceira repetição, quando de repente senti uma tontura muito forte. Começou a escurecer tudo. Pensei que fosse hipoglicemia.
Chamei o Du, dizendo que não estava me sentindo bem. Ele me pediu para que ficasse sentada, pois chamaria o professor para medir minha pressão. Ao medir constataram que ela havia baixado 11 X 7.
Nisso o professor pediu que eu ficasse sentada na cadeira de massagem até o Du terminar de treinar, mas logo que sentei, senti um formigamento tão forte, pelo corpo todo, comecei a berrar. Chamando o professor, dizendo que não estava me sentindo bem. Ele além de chamar o Du, também chamou um médico, que ali estava malhando. Ao medir minha pressão outra vez, havia subido para 17 X 5. Saímos correndo para o hospital (Vera Cruz), no caminho já não estava sentindo o lado direito e não consegui mais falar.
Os médicos não conseguiram diagnosticar  muito precisamente o que havia acontecido comigo. Passei de Sexta para Sábado em observação. No outro dia já estava bem melhor, os movimentos voltaram, deram alta, mas mesmo assim o DR. Luis Eduardo B. Soares, solicitou um exame de Tomografia Computadorizada, para ter mais segurança de que eu estaria bem. Passei o final de semana descansando, não fazendo muita força, ainda me sentia estranha.
Na Terça-feira, logo pela manha fui fazer o exame que o DR. pedirá, de lá fiquei na casa da minha mãe.
Minha amiga Cris veio me visitar e resolvemos ir até o shopp. D.Pedro, pois precisava conserta o chip do meu celular, mas ao entrar no estacionamento do shopp, meu celular tocou, do outro lado da linha era um rapaz, dizendo que eu precisava ir no hospital, pois meu exame tinha dado alteração e era um caso de urgência. Minha amiga ficou desesperada, eu então, tremia, liguei para meus pais e para meu marido, avisando o que estava acontecendo e que era para me encontrar no hospital.
Já no Vera Cruz, com meus pais e o Du, pegamos o exame, fomos direto falar com o médico, nem fizemos triagem, que normalmente deve fazer primeiro, antes da consulta.
O Dr. que era um clinico geral, ligou para uma médica especialista de neurologia, leu o que havia dado no exame. Depois se deportou para mim e para o Du.
- Bom acho que vocês escutaram o que conversei com a Dra. e pelo que deu no exame, Priscila vai ser internada nesse momento na UTI, seu exame deu que você teve a artéria do lado direito lesionada, ou seja, você teve um AVC.
Fiquei desesperada, não estava entendendo bem o que estava acontecendo comigo, eu estava me sentindo bem, mas pelo que o médico falou parecia bem grave minha situação.
Já internada, passei a ser monitorada por aparelhos de dia e de noite, enfermeiras entravam e saiam do quarto, dando medicamentos, injeções na minha barriga, não pudia levantar da cama.
No dia 26 fizeram exame de cateterismo para saber como estava minha artéria. No exame o DR. Leonardo de Deus disse que eu teria que escolher, em fazer tratamento via oral para ver se consegue reverter meu quadro ou fazer outra cateterismo e colocar o stent, pois minha artéria do lado esquerdo havia estado com uma lesão próximo ao pescoço, ou seja, não tinha escolha ou colocava o stent, para resolver logo ou tentaria o medicamento com risco de ter outra AVC.
Na terça feira fizemos o procedimento, que não deu certo, tentaram duas vezes colocar o stent, mas não conseguiram, minha artéria estava se fechando, foram 5 horas de cirurgia, para nada! A única coisa que conseguiram, foi piorar minha lesão que me proporcionou outra paralisação do lado direito.
Passei 8 dias internada na UTI. Foram dias terríveis. Passaram vários pensamentos ruins na minha cabeça, pensei que ficaria para sempre paralisado do lado direito, por mais que os médico falassem que voltaria meus movimentos, eu não acreditava. Outro coisa é que fiquei muito sentida em saber que com 5 meses de casada, muitas coisas mudaria em nossas vida, mas o mais importante é que sei que meu marido me ama muito e passou todos os momentos do meu lado dando a maior força.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Recepção do Grande Dia!!!


Saindo da igreja, fomos para Paulínia, onde aconteceria a recepção. Estávamos indo bem devagar, para que desse tempo de todos estarem no buffet, assim faríamos a entrada triunfal, mas ocorreu um imprevisto, todos não sabiam o certo como chegar e com a euforia, acabaram seguindo nosso carro, imaginam só o que aconteceu!!!

Na estrada uma grande fila se formou, todos os convidados estavam nos seguindo, buzinavam e pisca alertas acessas, alguns momentos, um ou outro convidado passava do nosso lado, para tirar fotos e falar oi.

Foi uma emoção de tirar o folego, eu e meu noivo ficamos super emocionados com a agitação da galera na estrada, olhávamos pelo retrovisor e não acreditávamos no que víamos, a fila estava enorme, dá para imaginar!! Travamos a pista da direita.

Ao chegar no buffet, nossa cerimonialista nos pediu para que déssemos mais uma volta por Paulínia, assim todos estariam dentro do salão e com isso pudéssemos fazer a entrada dos noivos.

Já na porta do buffet, tiramos fotos no carro e saindo dele, depois fizemos um círculo com os padrinhos para jogarem pétalas de rosas e chuva de prata, pois no salão não era permitido, e para não deixar de lado, resolvemos fazer na rua mesmo. Depois tiramos fotos com os padrinhos na escadaria do minialtar que tinha fora do salão, um lugar muito bonito, que não poderia deixar de registrar, mas sempre algum imprevisto pode acontecer, pois é, aconteceu!

Eu que imaginei estar tudo certo, veio o fotografo e falou que estava faltando algumas madrinhas. Nem me toquei quando tiramos foto na rua, deveria estar tão emocionada com tudo que estava acontecendo, que não percebi. Uma das madrinhas, era minha cunhada Luciana, que não pode ir a festa, pois foi cuidar do Vó do meu noivo, a outra era a Cris que se perdeu ao entrar em Paulínia, tinha que ser né!!! Todos estavam no seguindo e ela acaba se perdendo e minha irmã que foi procura-la.

Fiquei triste pela Luciana, que não pode ir na festa e brava com a Cris que se perdeu e acabou nos atrasando. Acabamos registrando as fotos, sem elas, se não ia tomar mais tempo e estava tudo programado.

Antes de casar, muitas pessoas me diziam, que quando você é a noiva, acaba não tendo muito tempo, são tantas coisas para fazer, que não sobraria tempo para conversar com cada convidado, foi realmente o que aconteceu. Depois que tiramos fotos com os padrinhos e pais, fizemos o brinde, que deveria ser com todos os convidados, mais acabou sendo só nos mesmo, depois a foto no bolo e em seguida a dança que preparamos para todos, logo após a abertura do jantar.

Quem disse que noivos conseguem jantar, só se for escondido rsss.... Eu até que consegui comer alguma coisa, mas o Du, por ter ficado nervoso, passou mal, não conseguiu comer. Apenas beliscou alguma coisa.

Fizemos também o vídeo de fotos desde a infância até hoje e em seguida, meu vídeo, tinha que ter né gente!!!! Um dia tão emocionante e ainda por cima aniversário do meu Futuro Marido há vá!!! Ninguém sabia, surpresa total, o Du me olhou assustado, com os olhos cheio de lágrimas, eu tinha que fazer essa surpresa, depois de tantas que ele me fez, uma tinha que ter, rssss...

Conversamos um pouco com algumas pessoas que foram a nossa mesa, nos cumprimentar, e em seguida passamos a gravata e o sapatinho. O Du, com seus amigos foram de um lado passar a Gravata e eu com minhas amigas do outro, com o sapatinho, ao mesmo tempo consegui cumprimentar todos.

Agora sim ... fomos liberados para curtir o restinho da festa. Dançamos muito. Comemos os docinhos e bolo.

A noite era uma criança, não bebi muito, mais dancei bastante, estava cansada, minha perna doía, a festa acabou por volta das 3:30 da manhã, depois que todos foram embora, tínhamos ainda de recolher todas as coisas que levamos, desde o Puff´s até o bolo que sobrou, e quem disse que caberia no carro. Por sorte um casal de amigos do Du, o Bruno e a Jack, ficaram para nos ajudar e se ofereceram para carregar a maioria das coisas no carro deles, que era uma safira.

Em frente de casa, na minha casa nova, descarregando as coisas, minha mãe encontra um saquinho de arroz, ai já viu!!! Toca ela forma uma rodinha a 5:00hs da manhã para jogar o arroz em nós, para dar sorte.

Fomos dormir 6:00hs da manhã, felizes com tudo que aconteceu, era um sonho que foi realizado, com muito trabalho, dedicação e esforço, ocorreu tudo maravilhoso.

 

segunda-feira, 16 de maio de 2016

O Grande dia!!

Logo pela Manhã, acordei super feliz e prometendo para mim mesma que não ia chorar no meu casamento, não queria foto com maquiagem borrada; mesmo muito emocionada; esperei a vida toda para esse dia, e agora chegou! Foram muitos dias de preparativo, correria, planejamentos, para que esse dia chegasse, com tudo certinho e do jeitinho que tanto sonhei.
Eu e meu noivo, tomamos nosso café da manhã bem recheado, começamos a arrumar o carro com as coisas que deveríamos levar para o Buffet. Esperamos meu pai vir em casa com o carro para que pudéssemos colocar o resto das coisas que tinha que levar, pois ele ia trazer o carro, para que o Du ficasse com ele e ele ia pegar a Puma (carro que iria me levar na igreja) e minha irmã foi com minha mãe buscar o bolo fake e o topo do bolo, para levar no buffet.
Estava marcado para o buffet abrir as 11:00hs, assim eu conseguiria decorar sossegada e ter tempo de ir para casa almoçar, antes de entrar no salão de beleza.
Em 30 minutos, já estava arrumado o lounges, o Du chegou em seguida com as coisas que faltavam, bebidas e puff´s. Ele estava tão nervoso que até discutimos, por que queria que eu fosse embora e eu ainda estava dando o Grand finale.
Nos alocamos Taças para o brinde e como tinhamos que buscar, o du saiu correndo, pois tinha marcado de fazer as unhas a 13:00hs e antes tinha que pegar as taças e levar de volta no buffet, com isso, estava atrasado, mas conseguiu horário para fazer as unhas.
Eu já havia voltado do buffet, estava na casa dos meus pais almoçando e tentando relaxar um pouco, sei que é difícil, mas tentei, coloquei o vestido na caixa e separei todos os acessórios que deveria levar no salão. Minha sogra já havia levado o buquê no salão, também já estava o buquê que a decoradora ia me dar, para jogar.
Tudo pronto, lá vou eu para o salão me arrumar, entrei as 14:00hs e só sairia na hora do casamento. Tinha comprado o pacote completo, incluso: massagem, banho na hidromassagem, lanche da tarde, maquiagem, cabelo. Mesmo estando no salão, não consegui desligar do povo lá fora, só na hora da massagem, que consegui dormir um pouco, quem não consegue né! Musiquinha de fundo e aquela relaxada, básica, rsss.
Ligava o tempo todo, para a cerimonialista e a decoradora, para saber se estava tudo em ordem, foram me mandando fotos da decoração, também fiquei ligando para o Du, para saber como estava.
Minha mãe, irmã e sobrinha, foram mais tarde no salão para se arrumar, só dava minha irmã Patrícia, andando de um lado para o outro, nervosa, eu, que era a noiva e ela que ficava nervosa, rsss...
Quando foi 18:00hrs eu já estava maquiada e tirando fotos, só faltava o cabelo e colocar o vestido, fiquei enrolando dentro da sala; especial para noivas; enquanto minha irmã estava sendo maquiada e minha mãe fazendo o cabelo, eu fui ainda maquiar minha daminha (sobrinha).
Quando já era 20:00hrs, minha mãe, irmã e sobrinha foram para a igreja, eu já estava fazendo o cabelo, nessa hora comecei a ficar nervosa, na verdade ansiosa, meu pai estava chegando para me buscar, a ansiedade só aumentava. Ele estava super nervoso, fiquei sabendo que ele havia tomado quase uma garrafa inteira de whisky, tremia de mais, eu tentei amenizar a situação, conversando um pouco e distraindo-o, tirando fotos no carro, as meninas que me maquiaram e fizeram meu cabelo, também estavam tirando fotos.
Chegou a hora!!!! Coração disparado!!!
 A cerimonialista ligou pedindo para irmos, não poderia ir antes, porque o carro é conversível, demos apenas a volta no quarteirão, passamos na frente de um barzinho, todos pararam para olhar, até um levantou o copo para brindar, todo mundo olhando, que frio na barriga. Meu pai todo emocionado, levantou a mão para todos, que estavam olhando.
Chegando na igreja do Liceu, tiramos fotos no carro, meu pai me ajudou a sair. Ficamos no fundo da igreja esperando a marcha começar. Antes de eu entrar ia ser o casalzinho com a plaquinha, escrito: “Lá vem o amor da sua vida”. Meu pai disparou a tremer, eu falei:
- Pai não fica assim, se não eu vou ficar nervosa, estou tão calma, não faz isso!
 Sei que era difícil para ele nesse momento, mas falando assim ele ficou mais calmo.
Bom, agora vai, coração disparado eu fui entrando na igreja, guiada pelo meu pai, quando olhei, todos estavam olhando para mim. Fui entrando aos poucos, olhando para todos, queria ter a certeza de que eu ia lembrar de todos nesse dia, carinha por carinha, muita gente se emocionou, mas nada de eu chorar, promessa era promessa.
O Du, parecia um fantasma de tão pálido que estava, com olhos todo lacrimejando. Quando peguei na mão dele, estava gelado e tremendo, tremendo muito. Fomos subindo no altar.
A cerimônia começou, o Du não parava de tremer, suava muito, começou a escorrer o suor nos olhos dele, eu fiquei nervosa de ver ele daquele jeito, não sabia o que fazer. Até que a Cris, uma das madrinhas, falou para a cerimonialista, levar um lencinho e um copo de água para acalmar um pouco ele.
Já calmo, demos continuidade na cerimônia.
O Padre Ademar, era o mesmo Padre que deu cursinho de noivos e o que fez entrevista com a gente, adoramos saber que era ele que faria nosso casamento. O problema é que ele fala muito e como foi só o meu casamento, então vocês imaginam, ele ultrapassou do horário, rsss. Mas mesmo assim, falou lindas palavras de incentivo e de conselhos.
O Momento mais emocionante foi ver minha sobrinha entrar com as alianças na mão, ai o coração não aguentou, tentei ao máximo segurei o choro. Fiquei sabendo que meu irmão desabou nessa hora, tinha que ser né, pai é pai! Se meu pai já estava daquele jeito, imagino ele, vendo a filha entrar de daminha, pior, de vestido de noiva, meu vestido de 15 anos. Nunca vou esquecer esta cena.
Logo, após as trocas da alianças, o Padre vira para gente e fala, ofereceram uma música para vocês, a gente não entendeu nada, viramos para o corredor achando que viria mais alguma coisa, que não estava no roteiro, o engraçado foi ver todo mundo virar também, para o fundo da igreja, e nada. Era a música da Ave Maria, e quem nos ofereceu foi um dos Padrinhos Silva. Foi lindo, mas mesmo assim segurei o choro, rss.
Na despedida dos Padrinhos, a gente tirava fotos, e recebíamos agradecimentos.
Lá fora da igreja, a comemoração começou, todos em volta do carro, onde nos nos encontrávamos já sentados. Muita gritaria e animação... fotos e flexi pra tudo que é lado... Nossa... não imaginei que as pessoas iam ficar todos animados ao nos ver na Puma. Também, falei tanto desse carro, que acho, que estavam todos ansiosos para conhecer.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Check-List completo da organização de meu casamento III



    Após analisar todos os orçamentos, começamos a fechar os contratos para não perder tempo e descontos. Isso com um ano e meio de antecedência.
      Recepção
    Fechamos com o Buffet Imagem Contemporâneo, no qual, a organização e os serviços são de primeira, fora que o salão foi inaugurado a um ano, tudo novinho. O cardápio também foi uns dos melhores que degustamos.
      Decoração
    Depois de analisar todos os orçamentos, resolvemos fechar com a Carolina Tartaglia, ela fez a decoração de um amigo e de minha prima que casaram um ano antes de nós, então vimos seu trabalho e gostamos, fora que o valor cobrado foi imbatível.
         Músicos e DJ
    Fomos em várias feiras de Noivas, no qual os músicos e Dj tocavam. Uma das primeiras feiras que fomos, adoramos uma Banda, Som Maior. A Banda ficou em nossas cabeças que não vimos nenhuma outra melhor, o preço não é o mais barato, mais foi o que mais nos emocionou, não pensamos muito, fechamos com eles mesmo e para completar o DJ também.
      Vestido de noiva
    Depois de analisar, vi que por internet sairia bem mais barato e como minha prima tinha comprado o dela e chegou certinho, então comprei o meu também, demorou quase dois meses para chegar, a ansiedade me tomava, mais veio do jeitinho e detalhes que escolhi, perfeito, apenas devo ajustar, caso, emagrecer.
      Docinhos e Bolo de Casamento
    E a parte mais deliciosa que tem para se preparar um casamento, você come sem ter que tirar dinheiro do bolso, por que tem que prova todas as variedades de docinhos, depois disso escolhemos os fornecedores que foram fazer a degustação no Buffet, vimos que são os mais procurados e o bem-casado não é enjoativo, são de Itatiba.
     Depois de fechar os contratos com os fornecedores, devemos começar a escolher quem será nossos Padrinhos e Madrinhas de casamento, não só na Igreja como no Civil e os pajens e Daminhas. Também devemos ver na Igreja quando podemos fazer o cursinho de noivos.
    Nossa Igreja permitiu fazermos o cursinho com um ano de antecedência, pois o certificado é valido por um ano, então para não perder tempo, fizemos o cursinho e adoramos. Foram dois finais de semanas, o dia todo, foram feitos brincadeiras e recebemos conselhos de casais que passaram por várias dificuldades e crises, mais venceram juntos. No último dia tivemos apresentações de um casal de idosos que estão juntos a mais de 60 anos e também tivemos festinha e missa de encerramento.
    Logo após estas etapas de pesquisas e fechamento de contratos, passamos a pesquisar convites de casamento. Os valores são um absurdo, decidimos que íamos fazer, pois como temos uma impressora a jato de tinta, dava para imprimir, sairia como se tivéssemos feito numa gráfica. Pesquisei um layout na internet, encontrei um e por cima desse fiz o esboço do nosso. Ficou lindo, todos em casa gostaram. Passamos a definir a cor do convite, esse foi o mais difícil, pois onde comprar, conseguimos encontrar numa loja que fica próximo ao shopping Iguatemi, chama Papel ponto com.
    Tratado todas as questões acima, comecei pesquisar salões de beleza para o dia da noiva. Existem vários em Campinas e também valores diversos. Resolvi fechar no Vanny´s fica na rua da Igreja, quase na frente e o preço não foge muito da realidade.
    Quando já faltava 6 meses para o grande dia, começamos a montar a lista de casamento, primeiro fomos na Etna, uma loja que fica no Shopping Dom Pedro, lá você encontra de tudo desde roupa de cama até acessórios de cozinha, tirando eletrodoméstico que não tem. A gente passou o dia nesta loja marcando os códigos, para depois colocarmos na internet.
    Outro dia fomos no Shopping Iguatemi na Camicado e lá a lista já estava pronta, não precisaríamos perder mais um dia dentro de uma loja, com isso resolvemos que a etna deveria ser descartada e no lugar colocamos a Magazine Luiza, para o eletrodoméstico. Lista de Casamento pronto, agora iniciamos a impressão dos convites e a montagem, para assim começar a entregar os convites.
    Também resolvemos marcar o chá de cozinha, para poder levar os convitinhos, junto com o convite para não perder mais tempo.
     Faltando 5 meses, começamos a ver o traje do noivo, pajem e daminha, pesquisando o que ficava mais em conta, se valia a pena comprar ou alugar, pelo que percebemos o traje do noivo e a roupa da daminha valia a pena comprar, só o do pajem, resolvemos alugar, pois estava com preço bom e vinha desde o sapato até a camisa. A roupa do noivo, acabamos comprando num dia de promoção no shopping, no final do ano, os ajustes deixamos para fazer mais próximo do casamento. A roupa da daminha encontramos no shopping também.
     Nessa etapa também devemos ver os acessórios da noiva, como sapato, brinco, colar etc... Fazer a lista das músicas, não só da igreja como também da recepção.
     Com um mês faltando, fizemos o ajuste do traje do noivo, a última prova do vestido, marcamos a reunião com os fornecedores, demos a entrada no cartório, com as documentações para o casamento no civil. Como vamos fazer o casamento religioso com efeito no civil, então era só dar a entrada no cartório e três dias antes do casamento devemos buscar o livro para levar na igreja.  Também marquei a prova do penteado, para assim não ficar muito em cima e eu ter mais tempo para definir qual vou gostar, pois nesse dia fazemos vários penteados.
     
    Já com 15 dias faltando, passamos a conferir, tudo. O horário do salão de beleza, o horário da cerimônia e da recepção. Confirmar com os fornecedores todos os detalhes, isso ocorre na reunião realizada no local da recepção, onde todos os fornecedores, deverão comparecer, para que sejam acertados os detalhes. Também devemos marcar a reunião na igreja para fazer o ensaio com os pais, padrinhos, daminha e pajem.

     Na semana do casamento, levamos as alianças para serem polidas, fizemos o ensaio na igreja, compramos o topo do bolo, alugamos as taças para o brinde.

    Faltando um dia, fiz depilação, sobrancelhas e as unhas, separei as roupas para a lua de mel e os acessórios para levar no salão.